sexta-feira, 23 de abril de 2010

24 horas Solidárias - Notícia Publicada no Jornal "O Notícias da Trofa"


APPACDM recebeu mil euros angariados durante as 24 horas Solidárias na Água na Academia Municipal - Aquaplace.

O Guilherme, utente da APPACDM da Trofa, foi o primeiro a saltar para dentro da água nas 24 horas Solidárias que decorreram na Academia Municipal - Aquaplace a favor da associação da qual faz parte.

Miúdos e graúdos participaram desde as 12 horas de sábado, às 12 horas de domingo nas 24 horas Solidárias na Água e angariaram 687 euros que foram entregues à Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM). No entanto, a autarquia acertou as contas e doou o restante para completar os mil euros.

Verba que António Leitão, presidente da APPACDM, agradeceu "do fundo do coração", não esquecendo que esta iniciatiova foi também uma forma de integrar os jovens com problemas mentais. "Para nós é bom, porque mostramos às pessoas que também estamos sempre presentes, e ao mesmo tempo mostramos que os nossos jovens sentem-se integrados com os outros jovens ditos 'normais'", adiantou.

Pelas duas pistas de regime livre de natação e nas aulas de Hidrofun, Hidrokids, Hidro Baile, Hidroginástica, Hidro Bike, Hidro Local, Hidro Disco Dance, Hidro Matinal, Hidro Baile, Hidro Aeróbica, Baptismo de Mergulho e Salvamento Aquático, programadas para as 24 horas, passaram duas mil pessoas. Entre elas o presidente da Junta de S. Martinho de Bougado, José Sá que fez questão de dar um mergulho e avaliar a temperatura da água durante a madrugada. O relógio marcava as 1.30 horas quando o autarca entrou na água para "dar o exemplo aos mais novos". "É uma iniciativa nobre, por isso mesmo é que tomei a decisão de vir cá para colaborar com a APPACDM", afirmou.

As 24 Horas Solidárias na Água contaram ainda com a colaboração dos Agrupamentos de Escuteiros da Trofa, de Grupos de Jovens do Concelho da Trofa, da Escola Secundária da Trofa, dos Utentes do Aquaplace e da colaboração especial da Equipa de Natação do Futebol Clube do Porto (FCP) e da Profundis - Escola de Mergulho.

Cláudia Moreno, capitã e Vice-Capitã da Equipa Feminina do FCP, considerou a iniciativa "nobre". "E se para o ano houver eu espero que nos convidem outra vez, temos muito gosto em participar, estamos preparadíssimos como sempre", acrescentou a atleta.

Satisfeita com a adesão "maciça" a esta iniciativa solidária, Joana Lima, presidente da autarquia trofense, enalteceu a capacidade de mobilização dos trofenses para as grandes causas. "Os trofenses quando percebem o que está em causa, mobilizam-se e actuam em função das necessidades do momento. E passaram cerca de duas mil pessoas nesta iniciativa, é verdade que não se pagava, mas também as pessoas acabaram por contribuir com o seu euro, com a sua vontade de participar nesta iniciativa, que tem um cariz muito importante na nossa sociedade, na nossa identidade e porque a APPACDM já faz parte da Trofa há muitos anos", afirmou.

Fazendo um balanço "positivo" das 24 horas a nadar, Paulo Ferreira de Amaral, administrador-executivo da Empresa Municipal Trofa-Park, explicou como surgiu a ideia: "É um esforço muito grande dos profissionais do Aquaplace que têm todos os dias o sentido de servir a população da Trofa". "Foi para mim muito interessante verificar que pelos menos até às 5.30, 6 horas da manhã havia actividades practicamente em pleno, e cheias de pessoas, com um movimento extraordinário", frisou.

Sem comentários:

Publicar um comentário